RSS

ALGUNS QUESTIONAMENTOS AO DISCURSO DA PRESIDENTE DA REPÚBLICA DO BRASIL, DILMA.

11 jun

10394487_658554034236823_838835691027662366_n     Sra. Dilma, não lhe chamarei de amiga ou minha presidente, pois não a considero assim nem me insiro em seu rol de investigados amigos.
“…Para o Brasil, sediar a Copa do Mundo é motivo de satisfação, de alegria e de orgulho. Em nome do povo brasileiro, saúdo a todos que estão chegando para esta que será, também, a Copa pela paz e contra o racismo; a Copa pela inclusão e contra todas as formas de violência e preconceito; a Copa da tolerância, da diversidade, do diálogo e do entendimento…”

Sou brasileiro e não me agrada que fale em meu nome, aliás, pelas pesquisas fala em nome de menos de 40% dos brasileiros… é interessante ouvir a Sra. falar em copa de paz, quando em seu governo os números a violência se equiparam a uma guerra e por sua ordem ou com sua conivência grevistas, manifestantes, indígenas, sem terra e teto são brutal e impunimente espancados. Quanto ao racismo perguntaremos às mães dos jovens negros assassinados durante sua gestão. Concordo com a inclusão, incluiu centenas de empresários nas contas do Governo às custas de desocupações e remoções forçadas.
Por falar em inclusão, em um país que tem 25 % de sua população portadora de deficiência, onde estão os 25% de acesos, transportes etc. voltados a eles?
Vimos as demonstrações de tolerância de suas tropas e forças durante o último ano, vimos e muitos sentiram na pele, o mundo viu. Seu diálogo foi na linguagem dos tempos da ditadura militar, a Sra. aprendeu bem, deve ter bons conselheiros, mantêm como aliados muitos daqueles que impuseram esta linguagem no passado…

“…Para qualquer país, organizar uma Copa é como disputar uma partida suada – e muitas vezes sofrida – com direito a prorrogação e disputa nos pênaltis. Mas o resultado e a celebração final valem o esforço. O Brasil venceu os principais obstáculos e está preparado para a Copa, dentro e fora do campo…”

A quais obstáculos se refere? Incompetência? Má gestão de dinheiro público? Superfaturamentos? Pois dinheiro não faltou nem tempo.

“…Os pessimistas diziam que não teríamos Copa porque não teríamos estádios. Os estádios estão aí, prontos. Diziam que não teríamos Copa porque não teríamos os aeroportos. Praticamente, dobramos a capacidade dos nossos aeroportos. Eles estão prontos para atender quem vier nos visitar; prontos para dar conforto a milhões de brasileiros. Chegaram a dizer que iria haver racionamento de energia. Quero garantir a vocês: não haverá falta de luz na Copa, nem depois dela. O nosso sistema elétrico é robusto, é seguro, porque trabalhamos muito para isso. Chegaram também ao ridículo de prever uma epidemia de dengue na Copa em pleno inverno no Brasil!…”

Prefiro imaginar que a Sra. prefira se fazer de idiota, pois é para mim difícil acreditar que exista alguém tão idiota que ainda não entendeu o jargão “não vai ter copa”.
Sim estádios prontos, ou melhor, alguns maquiados que, já foi divulgado, terão que sofrer reformas posteriores, acabados às pressas que o custo a segurança somente o tempo dirá. Aeroportos, a Sra. se refere àqueles que estão sendo acabados às pressas, ainda hoje, que já alagaram e tiveram diversas panes elétricas e hidráulicas? Entendo… Quer dizer que eles estão prontos para dar conforto a milhões de brasileiros? Na verdade a Sra. quer dizer a milhares de estrangeiros e brasileiros que vão e vêm uma centena de vezes, pois os milhões ou não viajam ou vão de ônibus.
Quanto ao nosso sistema elétrico ser robusto e seguro, me lembro de vocês afirmarem o mesmo antes do apagões e depois do primeiro deles…
A dengue, dois pesadelos seus em um só, mosquito e Serra. Certamente a probabilidade de um surto é maior no verão, mas me sinto obrigado a informa-la que que o mosquitinho de sua sopa é tropical e não veranista, e é normal termos calor nesta época do ano, sendo que água não falta (só na Cantareira em SP), principalmente empossadas nas obras da copa.

“…Além das grandes obras físicas e da infraestrutura, estamos entregando um sistema de segurança capaz de proteger a todos, capaz de garantir o direito da imensa maioria dos brasileiros e dos nossos visitantes que querem assistir os jogos da Copa. Estamos entregando, também, um moderno sistema de comunicação e transmissão que reúne o que há de mais avançado em tecnologia, incluindo redes de fibra ótica e equipamentos de última geração, em todas as 12 sedes…”

Sim, obras de infra estrutura entregues, nas mãos de Deus deve ter querido dizer, basta visitar Rio, São Paulo e Salvador para ver o tamanho desta descarada mentira e o caos destas obras. Seu imenso sistema de segurança já comentamos sobre ele, sim, muito eficiente contra professores, indígenas, sem terra, sem teto, negros, pobres, população de rua, periferia… A sua informação sobre a tecnologia de comunicação contraria as últimas notícias sobre o tema até mesmo em jornais de fora do país, sequer a 4g estaria totalmente implantada.

“…A Copa apressou obras e serviços que já estavam previstos no Programa de Aceleração do Crescimento, o PAC. Construímos, ampliamos ou reformamos aeroportos, portos, avenidas, viadutos, pontes, vias de trânsito rápido e avançados sistemas de transporte público. Fizemos isso, em primeiro lugar, para os brasileiros…”

Ah, sim! Em primeiro lugar por causa dos brasileiros… Então porque não fizeram antes da escolha do Brasil? Porque somente fizeram os projetos depois? Somente tem brasileiros nas cidades sede?

“…Tenho repetido que os aeroportos, os metrôs, os BRTs e os estádios, não voltarão na mala dos turistas. Ficarão aqui, beneficiando a todos nós. Uma Copa dura apenas um mês, os benefícios ficam para toda vida…”

Sim, na mala dos estrangeiros (da FIFA) irá somente alguns bilhões, nos ficaremos com este legado absurdamente caro, pago com nossos impostos, explorados por empresários “amigos” do governo. Tem benefício que abro mão Sra. Dilma, existem brasileiros e brasileiros, a Sra. esqueceu de dizer quem é que realmente se beneficiou com isso.

“…Os novos aeroportos não eram necessários apenas para receber os turistas na Copa. Com o aumento do emprego e da renda, o número de passageiros mais que triplicou nos últimos dez anos: de 33 milhões em 2003, saltamos para 113 milhões de passageiros no ano passado, e devemos chegar a 200 milhões em 2020. Por isso, precisávamos modernizar nossos aeroportos para, acima de tudo, melhorar o dia a dia dos brasileiros que, cada vez mais, viajam de avião…”

Sim, e a Sra. somente percebeu isso no último ano? Quem a alertou? A FIFA? Ou as empreiteiras? Talvez os grupos que se beneficiarão com a privatização?

“…Agora, também temos estádios modernos e confortáveis, de Norte a Sul do país, à altura do nosso futebol e dos nossos torcedores. Além de servir ao futebol, serão estádios multiuso: vão funcionar também, como centros comerciais, de negócios e de lazer, e palcos de shows e festas populares…”

Eis uma verdade. A exemplo do maracanã, que o que vai retornar aos cofres públicos, pelos dados oficiais, em 50 anos, é muito menos do que foi gasto do dinheiro de nossos impostos, para um grupo empresarial, de um grande amigo da Sra., cobrar preços absurdamente excludentes da grande maioria da população.

“…Tem gente que alega que os recursos da Copa deveriam ter sido aplicados na saúde e na educação. Escuto e respeito essas opiniões, mas não concordo com elas. Trata-se de um falso dilema. Só para ficar em uma comparação: os investimentos nos estádios, construídos em parte com financiamento dos bancos públicos federais e, em parte, com recursos dos governos estaduais e das empresas privadas, somaram R$ 8 bilhões…”

Sua calculadora quebrou no meio da soma. Seu número não bate nem com os oficiais divulgados, e os gastos da copa não foram apenas nos estádios.

“…Desde 2010, quando começaram as obras dos estádios, até 2013, o governo federal, os estados e os municípios investiram cerca de 1 trilhão e 700 bilhões em educação e saúde. Repito: 1 trilhão e 700 bilhões de reais. Ou seja, no mesmo período, o valor investido em educação e saúde no Brasil é 212 vezes maior que o valor investido nos estádios. Vale lembrar, ainda, que os orçamentos da saúde e da educação estão entre os que mais cresceram no meu governo…”

Que incompetência Sr., se seus números são verdadeiros sinto informar que paralelamente nunca tivemos um caos tão grande na saúde e educação, a não ser que tenha incluído aí perdão de dívidas de planos de saúde, de universidades, aquelas coisas que favoreceram, e muito, empresários das áreas. É Sra. teria incluído aí os planos de saúde milionários dos parlamentares? O hospital Israelita? Se a saúde está tão boa por que motivo a Sra., seus amigos, parlamentares, Ministros etc. vão para o Israelita? Não tem SUS aí por perto?
A propósito, netos do Lula, parentes próximos seus, parlamentares aí de Brasília, quantos deles têm filhos, sobrinhos, netos, estudam nesta sua excelente educação pública? Esta que rankings mundiais colocam em péssima colocação? É, precisamos ver então no bolso de quem está todo este dinheiro que a Sra. falou…

“…De uma coisa não tenham dúvida: as contas da Copa estão sendo analisadas, minuciosamente, pelos órgãos de fiscalização. Se ficar provada qualquer irregularidade, os responsáveis serão punidos com o máximo rigor…”

Sim, pelo Tribunal de Contas. Não aquele órgão que a Sra. andou fazendo algumas estranhas indicações como a do Gim Argello? Ah, tá, entendi!

“…Nos últimos anos, nosso país promoveu um dos mais exitosos processos de distribuição de renda, de aumento do nível de emprego e de inclusão social. Reduzimos a desigualdade em níveis impressionantes, levando, em uma década, 42 milhões de pessoas à classe média e retirando 36 milhões de brasileiros da miséria…”

Faz-me rir. 42 milhões elevadas a classe médias… Como? Reduzindo a média de ganho familiar para R$ 250,00, ou seja, uma família de 5 pessoas com ganho de 1.250,00 é classe média, da mesma forma que uma pessoas sozinha com ganho de 250,00 é classe média.
Guetizaram a população miserável com medidas populistas e distribuição de esmola para mascarar números reduzir o risco país, aproveitando o efeito de redução do ciclo migratório para os grandes centros urbanos, e chamam isto de redução de miséria, uma visão seletiva.

“…Somos também um país que, embora tenha passado há poucas décadas por uma ditadura, tem hoje uma democracia jovem, dinâmica e pujante. Desfrutamos da mais absoluta liberdade e convivemos com manifestações populares e reivindicações que nos ajudam a aperfeiçoar, cada vez mais, nossas instituições democráticas, instituições que nos respaldam tanto para garantir a liberdade de manifestação como para coibir excessos e radicalismos de qualquer espécie…”

De que país fala a Sra.? Democracia? Um regime absolutista, fascista, onde o povo somente tem participação de alguma coisa de dois em dois anos para justificar a manutenção de verdadeiras quadrilhas partidárias no poder. A liberdade de manifestação. Seu governo é o mais violento e o que mais reprime liberdades individuais desde a ditadura, governas com um Ministério Público que usa sua caneta para escrever em uma língua que somente o Judiciário e seus supremos Ministros conseguem entender, á revelia da Lei de grandes doutrinadores, ao arrepio da Constituição e jurisprudência.

“…Viva a Paz! Viva a Copa! Viva o Brasil!”

Sinto informar, vai ter copa, mas não vai ter paz, vai ser seu mês de pesadelos, vai ser o inferno!

Anúncios
 
 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: