RSS

OMS lança guia para tratamento da hepatite C

11 abr

Pela primeira vez, agência da ONU faz recomendações também para a triagem e cuidados médicos; doença mata até 500 mil pessoas por ano em todo o mundo.

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

A Organização Mundial da Saúde, OMS, lançou esta quarta-feira o primeiro guia para triagem, cuidado e tratamento das pessoas que sofrem de hepatite C.

Segundo a OMS, a infecção crônica atinge 150 milhões de pessoas no mundo inteiro e causa a morte de 500 mil pessoas por ano.

Recomendações

A agência da ONU informou que a divulgação do documento coincide com a maior disponibilidade de medicamentos mais eficazes e seguros, assim como, a promessa de novos remédios nos próximos anos.

O chefe do Programa Global de Hepatite da OMS, Stefan Wiktor, disse que as recomendações têm como base as últimas e melhores descobertas científicas.

Para ele, o novo guia tem o objetivo de ajudar os países a melhorar o tratamento e o cuidado médico e assim, reduzir o número de mortes causadas por cirrose e câncer do fígado.

“Bons Olhos”

O presidente da ONG brasileira, “C tem que saber, C tem que curar”, Francisco Martucci, elogiou a iniciativa da OMS.

“Nós, que somos uma associação de pacientes que defende os portadores de hepatite C só podemos olhar com bons olhos o primeiro guia de tratamento da hepatite C lançado pela Organização Mundial da Saúde. Apenas uma observação para que esse guia seja rigorosamente cumprido pelas sociedades médicas, pelos gestores públicos que geram a saúde e também por todas as esferas de competência que estão em torno da hepatite C.”

O novo guia traz nove recomendações importantes, que incluem um aumento do número de testes para saber quem tem a doença, orientação sobre como reduzir os danos no fígado para quem já tem o vírus e como fornecer tratamento apropriado aos pacientes.

O guia traz também recomendações para os especialistas que preparam as políticas sobre o assunto e para os trabalhadores de saúde pública que se implementadas podem ajudar a evitar as transmissões do vírus da hepatite C.

Especialistas da OMS afirmam que muitas pessoas passam décadas sem saber que estão infectadas.

Tipos de Hepatite

Os cinco principais tipos de hepatite são A, B, C, D e E. As dos tipos B e C são as que causam maior impacto por causa da infecção crônica que pode levar à cirrose e ao câncer do fígado.

Os vírus A e E se propagam através da água poluída e dos alimentos contaminados e têm um grande potencial de causar um surto em certas populações.

Os médicos explicam que o tipo C é mais transmitido pelo sangue contaminado. As pessoas que correm maior risco são aquelas que passaram por cirurgias ou tomaram injeções que não foram devidamente desinfectadas.

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 11 de abril de 2014 em Notícias e política

 

Tags: , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: