RSS

Comércio entre Argentina e Brasil caiu ao menor nível em quatro anos

09 mar

Redação Clarín em Português

Em fevereiro, as exportações argentinas para o mercado brasileiro registraram pouco mais de um bilhão de dólares e as importações do Brasil alcançaram cerca de US$ 1,1 bilhão. O resultado foi infuenciado pelas menores compras no Brasil e pelo comportamento na indústria automotiva – setor representa 55% da relação comercial bilateral. Analistas argentinos estão divididos entre otimistas e desconfiandos.  

Segundo números oficiais, o comércio entre os dois sócios do Mercosul, Brasil e Argentina, diminuiu 16,9%, com queda de 23,3% nas exportações argentinas para o Brasil e uma retração de 9,7% nas importações que a Argentina faz do mercado brasileiro.

Ainda de acordo com dados oficias, em janeiro e fevereiro deste ano, a Argentina acumulou déficit de US$ 300 milhões.

No balanço realizado pela consultoria argentina Abeceb, a partir dos números oficiais do governo brasileiro, a queda nas exportações argentinas foi resultado das menores vendas em diferentes setores, como gás, combustíveis, trigo e automóveis, entre outros.

Calçados

Já a Argentina comprou menos calçados, menos automóveis e aço, entre outros, do mercado brasileiro. O setor de calçados está entre os que mais se queixam das barreiras comerciais argentinas. Ao mesmo tempo, segundo especialistas argentinos, setores como os de automóveis de luxo foram afetados por medidas internas (aumento de impostos) e outros pela desvalorização do peso ocorrida este ano.

“Mas quando analisamos mês a mês as exportações argentinas para o Brasil estão em alta e a perspectiva de demanda de automóveis no Brasil é otimista”, disse o economista Dante Sica, da consultoria Abeceb, de Buenos Aires.

Outros economistas afirmam que a desvalorização do peso deveria aumentar a competitividade das exportações argentinas para o mercado brasileiro. E que a queda no comércio bilateral, nestes dois primeiros meses do ano em relação a janeiro e fevereiro do ano passado, sugere que a desaceleração econômica nos dois países pode estar já refletindo nos resultados da balança comercial.

FONRTE: CLARÍN EM PORTUGUÊS

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 9 de março de 2014 em DIREITO&SOCIEDADE

 

Tags: , , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: