RSS

CPI da Exploração Sexual de Crianças defende intervenção do governo em Coari (AM)

25 fev

Integrantes da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes da Câmara dos Deputados defenderam a intervenção do governo estadual no município de Coari, no Amazonas.

Os deputados estiveram na cidade na última sexta-feira (21) acompanhados de membros do Ministério Público e do Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente (Conanda) para acompanhar as ações que estão sendo desenvolvidas para acabar com o esquema de exploração de meninas naquela cidade.

O prefeito de Coari, Adail Pinheiro, está preso desde o dia 8 de fevereiro. Adail é acusado de chefiar uma rede de exploração sexual de crianças e adolescentes no município. Mais cinco suspeitos foram presos a pedido do Ministério Público amazonense. Mesmo com a prisão do prefeito, muitas famílias reclamam que continuam sendo pressionadas para manter o silêncio e muitas vítimas tiveram que mudar da cidade por questões de segurança.

Segundo a presidente da CPI, deputada Erika Kokay (PT-DF), processos sigilosos do Conselho Tutelar foram violados por funcionários da Secretaria de Desenvolvimento Social. ” A prefeitura não pode invadir o conselho tutelar e vasculhar todas as fichas, porque isso quebra o sigilo, quebra a privacidade que é assegurada por lei. E não pode coibir, cercear o funcionamento do Conselho Tutelar desta forma, deixar de pagar conselheiros porque os conselheiros estão denunciando exploração sexual.”

Existem atualmente seis processos contra o prefeito de Coari. Dois deles foram incluídos no programa Justiça Plena, do Conselho Nacional de Justiça, o que vai garantir mais rapidez nas investigações.

Segundo a relatora da CPI, deputada Liliam Sá (Pros-RJ), no entanto, outros investigados por supostamente participarem da rede de pedofilia na região ainda estão soltos. Ela destaca também que há indícios de favorecimento a Adail Pinheiro no Judiciário local, o que já foi, inclusive, denunciado ao Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

A parlamentar lembra, ainda, que a CPI pediu ao CNJ a federalização dos crimes relacionados à rede de pedofilia investigada em Coari.

Operação Estocolmo
Liliam Sá informou que a comissão de inquérito apura se os casos de exploração sexual de crianças e adolescentes em Coari têm relação com os fatos descobertos pela Operação Estocolmo, da Polícia Civil amazonense, que investigou em Manaus uma rede de pedofilia a qual contaria com a participação de um deputado estadual, um cônsul da Holanda e vários empresários.

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 25 de fevereiro de 2014 em DIREITO&SOCIEDADE

 

Tags: , , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: